Cenoft - Sua visão em foco

RESULTADOS ONLINE

Cirurgia

Facoemulsificação da Catarata

O globo ocular possui uma lente interna, o cristalino que, sendo absolutamente transparente, permite a imagem nítida do mundo. A opacificação do cristalino, chamada de catarata, distorce a imagem e tira a nitidez da visão. O portador de catarata normalmente vê uma neblina na frente da imagem, como se estivesse olhando através de um vidro embaçado. A leitura fica mais difícil e dirigir também pode se tornar perigoso. O portador de catarata também pode se sentir incomodado por luz forte ou ver halos ao redor das luzes. No início, a mudança no grau dos óculos pode até ajudar, mas com o avanço da catarata a visão vai diminuindo progressivamente.

O grande avanço tecnológico na oftalmologia nos últimos anos tem permitido uma cirurgia mais eficiente, com menores riscos e maior conforto para o paciente, oferecendo uma rápida reabilitação visual na maioria dos casos. Esta técnica é conhecida com facoemulsificação da catarata.

Mediante energia ultra-sônica, o cristalino opacificado (catarata) é fragmentado em microparticulas que são aspiradas do interior do olho.Desta maneira a recuperação do paciente é muito mais rápida do que com as técnicas antigas.

Depois introduz-se a lente intra-ocular dobrável no interior do olho, substituindo o cristalino natural.

Tratando-se de uma técnica minimamente invasiva, devido ao pequeno tamanho da abertura e à leve manipulação cirúrgica, pode realizar-se com anestesia tópica (colírio).

Normalmente não se utiliza tampão ocular no pós-operatória e o doente começa a recuperar a visão ao finalizar a cirurgia.

 

Cirurgia Refrativa

O Excimer Laser produz luz ultra-violeta de pequeno comprimento de onda, que leva a volatização tecidual conhecida por fotoablação. Isto gera a remoção de tecido corneano para correção de sua topografia, sendo hoje a técnica preferida para a realização de cirurgias refrativas ( Miopia, Hipermetropia e Astigmatismo). Além disso, certas patologias corneanas, como as opacidades, certas distrofias e erosões recorrentes, podem também ser tratadas com segurança e eficiência através deste método a laser.

 

Cirurgia do Pterígio

O pterígio é um tecido fibroso, vascularizado que cresce sobre a córnea. Esta lesão pode manter-se pequena ou crescer até interferir com a visão. O pterígio é mais freqüente em pessoas que passam muito tempo ao ar livre. A exposição prolongada à luz solar, sobretudo aos raios ultravioletas e a irritação crônica do olho devido a condições ambientais secas e poeira parecem desempenhar um papel importante.

Quando o pterígio torna-se avermelhado e irritado, empregam-se gotas e pomadas oculares para reduzir a inflamação. Se o pterígio tornou-se grande o suficiente para atrapalhar a visão ou é anti-estético, pode ser retirado mediante cirurgia. Hoje com a técnica mais aprimorada e sem uso de suturas o pós-operatório tornou-se bem mais confortável , com recuperação mais rápida e baixo índice de recidiva.

 

Transplante de córnea

O transplante é indicado pelo oftalmologista quando a córnea está comprometida e precisa ser substituída por outra saudável e transparente. Este procedimento cirúrgico é delicado e pode ser combinado com outros procedimentos como cirurgia de catarata, glaucoma e retina.

 

Retinopexia

É a técnica utilizada para o tratamento do descolamento de retina. Tem como objetivo aplicar a retina o mais rápido possível na sua posição anatômica para recuperação da visão. Pode ser combinada com outras técnicas, caso haja hemorragias, rupturas ou trações retinianas . Complementa-se ainda com fotocoagulação a laser para ajudar na adesão e fechamento das rupturas retinianas.

 

Trabeculectomia

É a técnica cirúrgica utilizada para controle da pressão intra-ocular nos pacientes glaucomatosos que não respondem ao tratamento clínico com colírios hipotensores. A operação consiste na criação de uma nova via de saída para o humor aquoso , baixando-se a pressão para dentro dos limites normais.

 

Vitrectomia Posterior

É a técnica cirúrgica utilizada para o tratamento das diversas doenças da retina e vítreo, como o descolamento de retina, hemorragia e opacificações do vítreo , complicações da retinopatia diabética, doenças da mácula e outras.